segunda-feira, 17 de maio de 2010

Para as amantes de Crepúsculo e ponto-cruz...

Tcham tcham tcham tcham!!!!!Nas minhas buscas por Robert Pattinson na net, acabei achando uma coisa muitíssima engraçada e interessante: um gráfico de ponto-cruz com a foto de Robert!!Aqui tem a versão em pdf, pra poder aproximar e ver melhor, mas o mais difícil deve ser a combinação de cores.Iria


Essa imagem tá sem a chave de cores, é melhor clicar no link e imprimir por lá se alguém se interessar, como eu...

Uma boa idéia seria uma almofada ou pendura-lo como um quadro num bastidor.

domingo, 16 de maio de 2010

Quem não arrisca , não petisca!!

Pois é , agora que a moda pede uma coisa mais extravagante ( brega ou cafona segundo minha mãe e pai), eu resolvi arriscar no esmalte! Finalmente, tomei coragem e deixei o tão babado Rosa Chiclete, mais usado entre as blogueiras para uma cor muito mais ...cheguei?


"O medo é um preconceito dos nervos." Assim disse Helena, personagem de Machado de Assis.Vou confessar que tinha sim um certo preconceito com cores extravagantes nas unhas, mas como a moda nos permite e todo mundo tá usando, acabei até me "acostumando " e gostei. A Risquè lançou uma nova coleção de inverno, com algumas cores foscas e eu gostei da tonalidade "Lápis Lazuli" e comprei também a "Turmalina". Essa já não é fosca ( oh dó!).


E ai , meninas? Gostaram ou eu posso ir na festa do Cafona 2010?

domingo, 2 de maio de 2010

De Alice para as passarelas e ruas...



Antes de começar a escrever, quero deixar um recadinho para a Sah e para a Carol pelos comentários, para Cecília e Helena que mais uma vez agradeço e Mayra, que visitarei o blog dela e seguirei sim. Não sei porque não consegui comentar no post anterior, ficou tão mal educado...

Mas o assunto de hoje é, adivinhem? Moda!!! Mas antes de chegar ao ponto da conversa, tenho que contar uma história.
Ontem, eu , minha mãe e mais três amigas fomos assistir o novo filme da Disney, Alice no país das maravilhas. Uma super produção que encanta não só crianças pequenas. O que me impressionou no filme não foi a história, porque eu não gostei, achei muito surrealista, mas sim os cenários e principalmente o figurino.Depois de uma chuva de granizo na estrada, chegamos à salvo em casa.

Alice usa muita renda, cetim, inspirado num estilo vintage que remonta peças íntimas e com uma pitada de Versalhes! Ufa! Que mistureba. Como toda mistureba tem nome, o novo estilo lançado pelo filme foi chamado de Boudouir.



Esse novo estilo tem , como já falei, influência de lingeries e roupas íntimas, mas não possuem o intuito de transmitir vulgaridade. As principais cores são azul e rosa claro, pastel e violeta claro. Transparências como o tule tem seu lugar. Seda e tecidos nobres ganham destaque.



O estilo do figurino me lembrou o do filme Maria Antonieta,vencedor do Oscar de melhor figurino, porém bem mais exagerado.Para os fashionistas de plantão, o filme é um pouco velho, de 2006, mas é muito lindo em matéria de figurino e cenário.

Parece que toda Alice é delicada e estilosa, parecendo uma fadinha, não é mesmo? Olhe a Alice Cullen, de Crepúsculo:O figurino é bem parecido como da Alice do país das maravilhas, porém um pouco mais sóbrio.



Alice, vivida por Ashley Greene, é a irmã perua de Edward, que obriga Bella a se vestir melhor. Ela é fofa e uma fashionistas incurável e incansável.Adora rendas, sapatilhas, usa um cabelo curto e bagunçado e usa várias tiaras.

A nova tendência promete vir com tudo pelas ruas, porque engloba o vintage, romântico, fofo e surreal em um só .

Boa noite à todos!

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Trabalho de história

Queria agradecer imensamente à Cecília e Helena, do blog "Quilts são eternos" por ter ajudado com muito carinho no nosso trabalho de história, em que tínhamos que fazer uma linha de montagem de algum produto. Pedimos ajuda às "universitárias" e sugeriram que fizéssemos uma minicolcha, mas tínhamos que fazer uma coisa rápida, então, virou uma almofada!

A nossa idéia seria uma bolsa, mas achamos a idéia da almofada mais prática. Também queremos agradecer a minha avó Lucila, que costurou para nós e teve muita paciência. Outras fotos e o vídeo eu mostro depois, porque não consegui inserir o vídeo.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Vídeo engraçado

video

Esse aí é um trabalho de português que é baseado no poema "João Gostoso" de Manoel Bandeira, que faz analogia ao trabalhador brasileiro, que mostra João como o pobre coitado da sociedade. É esse o poema:


João Gostoso era carregador de feira livre e morava no morro da Babilônia num barracão sem número
Uma noite ele chegou no bar Vinte de Novembro
Bebeu
Cantou
Dançou
Depois se atirou na lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado.

(Manuel Bandeira)

Mas depois de feito o vídeo, descobri uma outra versão de um blogueiro:


João Gostoso

De profissão nas feiras-livres um mero carregador
Num barracão morro da Babilônia era morador
Do bar Vinte de Novembro mais um frequentador
Pobre trabalhava alegre sem a presença da dor

Um amor lhe faltava era tudo o que queria
O coração em desatino arrumou-lhe moradia
A Raquel João gostoso amou até que um dia
Destino Lia depressa sua trajetória de agonia

No fatídico dia se mostrava alegre! Triste bebeu
Cantou e dançou como bailarino e quase esqueceu
A traição. A solução cozida no álcool amanheceu

Para Bandeira um poema para o jornal um à toa
Foi na Rodrigo de Freitas uma beleza de lagoa
O corpo afogou-se e alma subiu e até hoje voa

( Ademar Oliveira de Lima)

terça-feira, 6 de abril de 2010

Crônica de hoje

Tenho que fazer uma crônica e resolvi postar pra vocês avaliarem ela antes de ser entregue. Mas eu também estava querendo mudar um pouco o estilo do meu blog.





Desastres culinários

Um dia desses, chegando em casa pro almoço, Nilda, a empregada daqui de casa , cismou em fazer bala de coco
-A, vamos fazer essa receita aqui? Tem um coco que sua avó abriu e que ela vai jogar fora. Depois de almoçar a gente começa.
Até ai, nada de mais. Mas foi só a vovó, uma senhora de 83 anos dona de uma bela boca de praga abrir a boca e jogar uma praga daquelas que nem banho de sal grosso tira:
-Ah, sei não, viu? Lá em São Pedro os minino num gostava de coisa doce não.Essa receita tá errada ,num vai dar certo.
-Tá não, dona Maria. Vai dar certo, já fiz lá em casa. -disse a Nilda, tentando defender seus dons culinários.
- Você leu a receita, Nilda?- disse eu, para me precaver.
- Li sim. Tem que esquentar 3 xícaras de água e jogar no coco, depois espremer.
Falado isso, ela já foi logo esquentando a água e depois jogou no coco, espremendo, obtivemos um tipo de leite, porém ralo.
-O que faz agora Nilda?- eu perguntei à estabanada
-Joga o coco na panela com um quilo de açúcar, mexe até dar ponto de bala. - respondeu-me sem ler no papel, que vinhera junto ao jornal de domingo.
- Ih, bala de coco só se faz com o leite do coco e açúcar!- intrometeu-se meu tio que acabara de comer sua gelatina.
- Tá pensando que eu não sei fazer doce não?Está subestimando meus talentos culinários, é?- a Nilda rebateu ofendida.
- Não, não é isso não, mas eu só to avisando, num reclama depois.- disse ele com um pé fora da cozinha .- Credo, que mulher estressada.- e foi embora
Enquanto ela defendia seus dons culinários, quem botava a mão na massa era eu.-Isso não tá dando certo não, viu?Olha, parece uma farofa.
- Dá isso aqui.É você que não sabe mexer.- falou numa estabanação só. Ok, deixei a chef fazer, mas que aquilo tava errado, ah, isso tava.
-Eu hein! Isso não tá dando liga!
- Eu disse que essa receita num tava certa.- vovó falou só pra implicar.
-Ah!Como eu sou sonsa! Eu li errado! O leite de coco também entra!
- E então cadê Nilda?- Eu disse ao perceber que não estava onde eu tinha deixado.
-Ai meu Deus!Eu joguei fora!Vai na despensa que tem aquele de garrafinha.- já estava com a mão na cabeça.Eu sabia que ela tinha algum tipo de transtorno obsessivo compulsivo por jogar coisas no lixo. Outro dia quase jogou uma melancia inteira fora depois que cortou em quadradinhos.Então ela jogou o leite de coco e percebeu que mesmo assim, a coisa continuava a mesma. Minto: ficou pior.A mistura escaldante começou a ficar num marrom acobreado.
-Ah, lembrei , tá aqui: Jogue o coco fora e misture o leite obtido com o açúcar numa panela e leve ao fogo.A não, é jogue o açúcar fora, ah, sei lá! Lê ai pra mim.
- Você fez tudo errado!E agora, o que você vai fazer?-me desesperei. A mistura estava muito estranha.Onde já se viu bala de coco marrom?
- Eu falei que isso não ia dar certo.Vocês não sabem fazer nada que preste.-disse a culpada por tudo isso, com ar de satisfação por ver sua mandinga concretizada.
-A, é que eu mudei de idéia: agora é cocada baiana.-Nilda desviando-se da crítica. Imaginem só o que não fizemos para uma bala de coco virar cocada baiana...

segunda-feira, 29 de março de 2010

O paraíso é logo ali!

Pensem vocês num lugar à beira-mar, comida boa, dunas, opção alternativa de mar sem onda e sem sal e um pôr-do-sol no mar . Imaginaram? Pois é, esse lugar existe, e é logo ali.Bem, nem tãaao logo assim. 4:30 h de voo, exceto tempo parado no aeroporto mais 4:30h de carro e você chegará lá: Jericoacoara, ou simplesmente "Jeri", uma praiazinha no meio do nada do Ceará. Uma boa opção para se fugir do mundo dos meros mortais e andar descalço de biquíni pelas ruas de areia até de noite.
Todo esse tempo valeram a pena pela beleza do lugar. Essa é uma foto de quando chegávamos em Jeri, e eu com o estômago no ES.

Vista da minha pousada



A lua cheia



O primeiro pôr-do-sol que assisti em Jeri.


Uma das muitas lagoas entre as dunas.


Meu pai em uma das redinhas da lagoa azul.


A lagoa azul



Jegues selvagens


Eu na redinha

Na duna ( depois o doido do bugueiro desceu isso ai sem avisar nada)


à caminho da pedra furada ( é o melhor passeio, principalmente à pé)

o pôr-do-sol no mar, visto da duna.


duna do pôr-do-sol



eu , minha mãe e o nosso guia, o cachorro que nos acompanhou pelo trajeto


lagoa















lagoa em formato de coração ( só se entende o formato olhando por cima).

Depois eu publico mais. Beijos!